Em meu trabalho diário, nas visitas e atendimentos a nossos Clientes muitas vezes sou confrontado com indagações do tipo:

– Emiti um Relatório e os valores não estão corretos!
– Aquele Relatório que emiti ontem não bate com o Relatório que emite hoje!
– O Relatório do Movimento do Caixa não esta batendo com o Relatório de Vendas!

Pergunto: e deveria?

Este tipo de questionamento, colocando em dúvida as informações oferecidas pelos Relatórios dos Sistemas de Automação Comercial me fizeram rever alguns conceitos, os quais acredito serem o ponto inicial para esclarecimentos as dúvidas geradas.

CONCEITO NÚMERO 1

Os Relatórios oferecidos por qualquer Sistema de Automação Comercial não oferecerão necessariamente os mesmos resultados, pois são Visões diferentes dos Dados que são gerados diariamente.

CONCEITO NÚMERO 2 

Antes de emitir qualquer Relatório que ainda não teve contato e que não conheça seu resultado, informe a Empresa desenvolvedora do Sistema qual sua necessidade. Ela irá identificar qual o Relatório que atenderá suas expectativas. Nunca emita Relatórios sem saber para que ele foi criado e qual o objetivo dos dados impressos.

CONCEITO NÚMERO 3

Os Sistemas de Automação Comercial contém módulos específicos para cada área da Empresa (Vendas, Caixa, Financeiro, Compras, Bancos, Cheques). Procure utilizar o mínimo de Relatórios em seu dia a dia. Escolha aqueles que realmente possam demonstrar resultados concretos para Análise.

Lembre-se sempre que não será a quantidade de Informações mas a qualidade delas que irão servir como parâmetros para a Tomada de Decisão. Dados devem sempre ser transformados em INFORMAÇÕES, é para isso que são criados os Relatórios.

Florisvaldo Alves Pereira
Diretor – TDP Sistemas de Informação