Olá amigo Empresário e Empreendedor, tudo bem com você?

Antes de continuar, vale lembrar aqui o nosso mantra.

Independente de ser uma Empresa Grande ou Pequena, saiba como fazer dar Lucro.

Agora, vamos ao nosso assunto principal, mas que vai dar muito pano para manga.

E vou logo falando, para economizar seu tempo, respondendo diretamente a pergunta, se realmente controle de Estoque ajuda a deixar de perder dinheiro?

Sim, ajuda deixar de perder como também faz você ganhar mais.

Claro que vou explicar alguns detalhes dos motivos que você precisa controlar, mas já de inicio vou falando que dá trabalho sim fazer isso, agora, se você quer começar certo, comece controlando o Estoque.

Vou me atrever aqui a dizer, que controlar Estoque nas Empresas de Varejo é um dos processos, ou melhor, é o Processo que dá mais trabalho.

Existem inúmeros outros processos, mas eles nem de perto exigem tanta dedicação quanto ao Estoque.

Talvez seja este o motivo principal que grande parte das Empresas de Varejo ignora este tipo de controle.

Mas, vou elencar aqui alguns motivos pelos quais você PRECISA controlar o seu Estoque, e quero mostrar também de forma objetiva, onde você está deixando de ganhar dinheiro quando não controla.

O PRIMEIRO que quero destacar diz respeito a conhecer o Giro dos seus principais produtos.

Quando você sabe qual o volume de venda, automaticamente estará definindo o volume de Compras.

Comprar por feeling, ou seja, por conhecer o seu nicho, e o que seu Cliente gosta, é importante para ajudar na compra, para não comprar produtos errados.

Agora, quem vai determinar o quanto comprar, e o quando comprar, ai deve ser a sua Curva de Estoque e de Demanda.

No pequeno Varejo, sei o quanto relutam para se ter este controle, até porque este tipo de controle se torna mais difícil, por falta de caixa, por dificuldades de compra em quantidade.

Se comprar muito, falta caixa para outros produtos. Se comprar pouco, pode faltar produto para atender o cliente.

Então, este deve ser o primeiro motivo para se ter o Controle de Estoque.

Ter a noção exata do quanto comprar e quando comprar.

Logo na sequência, vamos para o segundo motivo para se ter o Controle de Estoque na ponta dos dedos.

E este é fácil de entender.

Muitos Empresários de Varejo tem um número grande de itens em sua Loja.

Chega a ser milhares de itens diferentes, o que chamamos de SKU para diferenciá-los.

Não estou querendo aqui dizer e nem quero que você entenda que o Controle de Estoque é mais importante para quem tem mais diversidades de produtos do que para uma pequena Empresa, com poucos itens talvez.

O que precisamos entender aqui, é que se torna impossível controlar uma Loja com uma quantidade tão grande de produtos, inclusive se for sem Sistema.

Quanto mais não controlar este estoque!

A quantidade faz muita diferença na forma de controlar.

Vamos pegar um exemplo de um Distribuidor de Gás.

Fazer o controle de Estoque aqui vai ser bem mais fácil.

Agora, vamos pegar uma Padaria que tem uma Mercearia em conjunto, vendendo alguns produtos diferenciados.

Impossível de se fazer manualmente. Podem até falar que fazem, ou que não precisam, mas desculpe, este é o grande erro.

Entenda que saber como decidir quais produtos colocar em Promoção, está diretamente relacionado ao seu Estoque.

Se você souber o Giro que o produto está tendo, é possível gerar Promoções que gerem menos perdas Financeiras.

Pegue produtos que estão tendo baixa venda, aqueles que apenas estão mantendo dinheiro parado e coloque eles para girar, através de ofertas, de promoções.

O problema, é que na correria do dia a dia, acaba que estes produtos não são lembrados para este tipo de situação.

E não me venha falar que com você é diferente.

Quer ver um exemplo, identifique neste momento os 5 produtos em Estoque que está com venda abaixo da média dos últimos 60 dias.

Este é o tipo de Produto que precisa ser trabalhado para gerar Caixa.

Aqui fica a consideração sobre o Estoque.

Você só irá identificar este produto se estiver fazendo o seu controle de Estoque.

Estamos falando aqui de produtos que ocupam espaço no Aluguel do seu prédio, e não estão ajudando a realizar o pagamento deste Aluguel, ou seja, ele pode estar gerando prejuízo.

Vou dar uma pausa aqui e investir na tese, de que não existem desculpas para deixar de ter o Controle efetivo do Estoque.

Como TERCEIRA justificativa para o gerenciamento do estoque, vou colocar as perdas por furtos e desvios.

Tenho comigo um ditado que diz, o seu nível de Resultado está diretamente relacionado ao seu nível de Controle (entenda aqui, como sempre oriento, a Gestão).

Logo no inicio falamos sobre a dificuldade em se fazer o Controle de Estoque, porque ele exige envolvimento em processos.

O Empresário só vai descobrir quais estão sendo suas perdas por furtos e desvios, se tiver o Controle de Estoque em todas as Etapas.

O Inventário periódico é o processo que identifica possíveis falhas.

Visualmente fica no eu acho, mais uma vez.

Mas, o importante é saber se está ou não correto o Estoque, ou seja, se os processos estão funcionando.

O Inventário Periódico, e de forma aleatória, é o melhor dos mundos para você identificar problemas.

Problemas com furtos são fatos em determinados seguimentos de Empresas, e precisam ser acompanhados de perto.

Neste momento, eu vou colocar aqui uma outra tarefa para você.

Fazer o Inventário de 10 produtos. Pegue aqueles que você tem um bom giro.

Faça o levantamento deles, e após sete dias, refaça o Inventário para certificar-se que o Estoque está correto.

Vou além ainda, refaça este processo durante três semanas.

Identifique qual foi o resultado e o índice que teve, ou seja, quantos itens teve o resultado correto do estoque.

Não arrume desculpara para justificar falhas, este é o mandamento do Gestor.

Se o Estoque não estiver batendo, é porque existem falhas.

E se existem falhar, você estará perdendo dinheiro, ou deixando de ganhar, pois o Controle de Estoque tem todo este poder, pode acreditar.

Agora, para concluir este nosso raciocínio sobre a Gestão do Estoque, e onde ele pode ajudar a ganhar dinheiro, e também deixar de perder, quero mostrar aqui uma QUARTA situação que passa despercebida, mas que melhora muito o seu resultado também.

Vamos pegar como exemplo uma Loja de Móveis e Eletrodomésticos.

Claro que este controle que vou sugerir, caberá também em qualquer outro Ramo de Atividade, basta colocar em prática.

Mas minha orientação normalmente vai para o controle de produtos com valor agregado alto.

Voltando ao exemplo da Loja de Móveis e Eletrodomésticos, seus produtos não riam como em uma Padaria, que toda hora sai o Pão quentinho.

Existem produtos aqui que seu Giro é lento.

Não só este motivo, mas temos também o seu alto valor de Compra.

O Valor de Compra alto faz com que o desembolso de caixa seja alto, e quando parado por muito tempo, passa a sofrer uma desvalorização do dinheiro investido.

Imagine um produto, parado no Estoque por mais de 6 meses.

Se o mercado estiver oscilando, na recompra deste produto para reposição, seu valor de venda poderá comprometer a transação.

Fica aqui a sugestão para controlar o Estoque destes produtos pelo número de série individualmente.

Imagina a seguinte situação.

Você trabalha com venda de Geladeiras.

E lá você tem diferentes modelos, vamos colocar aqui 3 modelos.

Uma de valor acessível, outra com valor médio e a terceira uma linha superior, com um valor bem mais alto.

Através do Controle de Estoque, com a Rastreabilidade você irá conseguir identificar, quais produtos têm em estoque, e o principal, individualmente cada um dos itens, quando foi sua Compra e quanto tempo está no Estoque parado.

Como o giro é normalmente baixo, você consegue identificar a data exata da compra, o valor exato que foi pago e assim conseguir elementos para trabalhar uma eventual promoção.

Se não tem este tipo de controle, mais uma vez vai no olhômetro.

Isso quando se lembra dos fatos.

E vamos combinar mais uma vez. Acontece de pensar que determinada compra foi feita há três meses e quando se da conta, já se passaram 6 meses que o produto está literalmente encalhado.

Já pensou, um produto parado no seu Estoque por 6 meses, sem gerar Caixa.

Com isso vou terminar esta colocação sobre algumas características que tornam a Gestão do Estoque imprescindível na geração de resultados.

Poderia aqui ir colocando inúmeros outros argumentos e situações, mas, se você Empresário, a partir destas que acabei de citar, passar a controlar seu Estoque, já estarei me dado por satisfeito, pois atingi meu objetivo.

P.S.: Lembre-se, o Estoque é onde está seu Capital, onde você investe todo o seu Caixa. Fazer a Gestão efetiva dele é que irá garantir seus resultados. Não importa se você for grande ou pequeno, não existe justificativa para não se controlar o Estoque, pois como falei, ele detém parte do seu Capital Financeiro, então, cuide bem dele.